Retro Games Revival: Março 2013

26 de mar de 2013

Bosconian

Bosconian Star Destroyer
Seguindo a tendência da época, que eram os jogos de nave e tiro (Shmup), a Namco  lançava em 1981 outro clássico dos arcades.
E apesar de ser um shmup, Bosconian foi inovador como Pac-Man e Rally-X, mas até que pouco imitado/cultuado. Vai lá se saber a causa. Entre as pessoas que conheço, Bosconian é bastante popular. E talvez tenha sido em todo Brasil.

22 de mar de 2013

DKR-L

Donkey Kong Reloaded
Mais uma retro obra-prima vem a luz através do genial AGD. Dessa vez, pelas mãos de um novato, e que garante nunca ter programado nada antes!
Sim, o italiano Gabriele Amore afirma que sacou Donkey Kong Reloaded graças aos vídeo tutoriais de Paul Jenkinson (e mais umas dicas do mesmo) para ferramenta de desenvolvimento de Jonathan Cauldwell.

14 de mar de 2013

Super Puck-Man Aplle II

Super Puck-Man / Pac-Man Family
Uma interessante versão de Pac-Man e Ms Pac-Man para o Apple ][! 

Logo no inicio você escolhe entre o Pack Man ou a Pack Girl. Sim! Com essa grafia mesmo. Depois do M ou G,  aparece outra tela de seleção, agora a do Level; e mais uma vez, outra grafia para come-comes: Puck-Gal (escolhi a Pack Girl).

O que muda no jogo, é apenas o shape do come-come.

Eric Lee teve a genial idéia de acrescentar a Ms Pac-Man (Pac-Gal) nesse contexto de Super Puck Man. Só muda o personagem, mas foi bem sacada a idéia de dar escolha de personagem par o jogador.

Aqui já aparece PAC-GAL
O Super Puck-Man  do Lee não tem muito a ver com o Super Pac-Man do Arcade. Tirando o fato que é mais um spin-off do primordial Pac-Man (ou Puck-Man), como todos os subseqüentes, claro.

O labirinto é bem diferenciado, tem paredes verdes e muitos túneis para escapar (todos verticais). Inclusive, alguns são de mão única! Você entra em um buraco de uma extremidade e atravessa a parede na outra extremidade. E nessa outra extremidade, você não atravessa a parede para sair no túnel.

Curiosamente, seu  personagem pode adentrar e passar pelo covil dos fantasmas.
SUPER PUCKMAN

Na lateral direita, temos temos um menu. Nele selecionamos as teclas de controle, "demo mode", cores, velocidade e som.
As teclas de controle são inapropriadas na minha opinião. É muito ruim controlar um jogo estilo Pac-Man com NumLoack "paddle" ou com as teclas I, K ou L, M ou Space, H ou J.

Tirando isso, essa versão agradará a qualquer fã de come-come.

Bons gráficos, bons efeitos sonoros e ótima jogabilidade - se você for habituando com as bizarras teclas de controle.


FICHA
  • Jogo..............PAC-MAN FAMILY (SUPER PUCK-MAN)
  • Release........LEE ELETRONICS/ ERIC LEE (19??)
  • Sistema........Apple ][
  • Estilo.............Labirinto, Ação
  • VÍDEO
 

13 de mar de 2013

Oh Shit-Oh No

Oh Shit! (Oh No!)
Oh Shit! é um clone do Pac-Man MSX original da Namcot e foi escrito por Steve Course. 

Oh Shit! não tem muitas diferenças do original.  A diferença mais significativa é a voz do lendário Ronald van der Putten em algumas palavras digitalizadas.

Os fantasmas tiveram os nomes modificados para Joey, Paul, Willy e Frankie. E eles são apresentados também por voz digitalizada.

Além de apresentar os fantasmas, Putten ainda faz a hilária  voz "Oooh Shiiit!" quando perdemos uma vida, e a voz de "Game Over" logo a seguir.

Os efeitos sonoros  no gameplay são pouco diferente também.

Na lateral direita superior fica a marcação do Level (as frutas vão aparecer abaixo da marcação). Na lateral direita inferior, a marcação das vidas. E o Score fica acima do labirinto.

E acho que é só.

Em alguns países, Oh Shit! teve o nome mudado para um mais certinho e sem graça "Oh No!". 
A única diferença é que o "Oh No"! só é falado quando o jogador perde o último Pac-Man.

FICHA
  • Jogo..............OH SHIT! (OH NO)
  • Release........EAGLESOFT/ AACKOSOFT (1985)
  • Sistema........MSX1
  • Estilo.............Labirinto, Ação
  • Vídeo de Oh Shit!
 




10 de mar de 2013

Pac-Man AppleII

PAC-MAN APPLE ][
Bela tela de abertura com um logo da franquia Pac-Man nessa versão de Apple ][
 
Logo após, a apresentação dos personagens, percebemos que os mesmos nomes do arcade são mantidos.

Nota-se que as cores dessa versão, são de acordo com o sistema.  O estranho é que Inky é laranja-coral, e Clyde verde.  

Outra inversão estranha é que Inky aparece no topo da apresentação.
 
O shape dos fantasmas são diferentes em relação a expressão. Inky e Clyde estão com a boca e olhos a esquerda, Pinky a direita, e Blinky (com a cor amarelo desbotado) no centro.

Iniciando o jogo toca uma melodia que creio ser de outro jogo. Mas não lembrei qual.

O labirinto é bem feito. Com o formato parecido com o do arcade, porem centrado na vertical, e as marcações do jogador, scores e vidas a esquerda e, frutas-fases a direita.

Temos animações entre as fases.

A jogabilidade é muito boa, mas o grau de dificuldade dessa versão é alta. Quase não dá para pegar os quatro fantasmas depois do power-up. E isso na primeira fase.

Os efeitos são toscos. Poderiam ter um capricho melhor.

No fim das contas, é uma boa versão, guardada as devidas proporções. Até agora uma das melhores da Atari para a franquia

Essa versão teve um hack chamado de Taxman.

FICHA
  • Jogo..............PAC-MAN
  • Release........ATARI SOFT (1983)
  • Sistema........Apple ][
  • Estilo.............Labirinto, Ação
  • VÍDEO
 

Pac-Man ZX

Pac-Man ZX
Mais uma versão da Atari Soft, e mais uma vez sem muitos caprichos. Mas vou começar com os aspectos positivos. Vamos lá...
A tela de abertura é bem bacana.

O labirinto até que ficou bom. Realmente bem desenhado, paredes em duas camadas, tudo brilhante. 
Os power-ups e os pontos também estão bons. O dois em amarelo bem vivo.


Outra boa surpresa foi ver a animação depois das primeiras etapas. Por essa eu não esperava.

Já o shape dos personagem são muito ruins. Pequenos e mal "animados". Parece que tem um monte de frame skip.
O shape dos fantasmas parece mais um polvo. O mesmo desenho, claro. Só trocam a cor.

A jogabilidade não é ruim. A impressão de frame skip é que mata.
 
Os efeitos sonoros ficaram legais para o Speccy. Até cheguei a pensar que eles eram a causa da animação embargada. Mas Ms Pac-Man do Speccy também tem efeitos legais e a animação flui em harmonia.
Alias, uma vez mais, Ms Pac-Man ganha outra versão decente e Pac-Man não.

É meio sem sentido isso. Queria ver se a Namco fosse a responsável pelas versões ZX-Spectrum e C64 do Pac-Man. Algo me diz que o nível subiria.

Veremos o que foi feito de bom em relação a Pac-Man para essas plataformas em outras oportunidades.

  FICHA
  • Jogo..............PAC-MAN
  • Release........ATARI SOFT (1983)
  • Sistema........ZX SPECTRUM
  • Estilo.............Labirinto, Ação
  • VÍDEO

Pac-Man C64

Outra versão da Atari Soft para o Pac-Man. E assim como no Atari 2600, eles não cuidaram bem da empreitada.

Os personagem são pequenos e...não tão redondos. Eu não sei se teve muita inspiração na versão Atari 2600, mas o fato é que não ficaram muito bons.

O labirinto é bem retangular, dando a impressão de esticado. O score está acima, na direita. Abaixo, as vidas na esquerda e as fases-frutas marcadas a direita.
 
A jogabilidade é razoável. Até o Level 5, não vi animação entre as fases.

O melhor dessa versão são os efeitos sonoros.

Assim como na versão Atari 2600, o descuido com a "franquia" Pac-Man é latente comparadas as versões da Ms Pac-Man e Jr Pac-Man para C64. Essas sim são versões muito boas!

FICHA
  • Jogo..............PAC-MAN
  • Release........ATARI SOFT (1983)
  • Sistema........C64
  • Estilo.............Labirinto, Ação
  • Vídeo



8 de mar de 2013

Sub Hunter

Lançado pela Psytronik, Sub Hunter conta basicamente com três tipos de jogos nos seus 25 Levels. Todos unidos em um contexto envolvendo submarinos.

Sub Hunter é uma produção para aplaudir de pé. Foram quatro anos de trabalho de Richard Bayliss e Frank Gasking!

Uma característica muito legal e inteligente, é que a primeira coisa a ser carregada, é um menu que deixa o gamer a vontade para controlar todas as opções possíveis. Como por exemplo, carregar o jogo direto para ação (opção 3), ver só a Intro (opção 2), acessar menu das musicas, menu de efeitos sonoros, ver o demo, o protótipo, e até carregar um jogo extra, o Sub Duel. 

6 de mar de 2013

Pac-Man MSX

Ótima versão do Pac-Man essa aqui do MSX. Foi feita pela própria Namco (Namcot).

Tirando os gráficos e os efeitos sonoros um pouco inferiores em relação a versão arcade, as duas em pouco diferem.
Vejamos então...
 
A pallete MSX é menos nítida, com gráficos mais opacos, e ainda assim, não são nada mal. Bons para o padrão MSX 1.

Um detalhe bacana é que o shape dos personagens são bem grandes.

Já o labirinto é menor. Até por que o painel (scores, vidas, frutas-fases) está na lateral direita, enquanto na versão original os scores estão acima do labirinto e,  a marcação das vidas e fases-frutas estão a baixo.

As animações entre as fases estão presentes também

Assim como a versão MSX do Rally-X, esse Pac-Man trouxe muita alegria aos usuários de MSX que freqüentavam os estabelecimentos com maquinas de arcades nos bons e velhos tempos. 
Nos divertíamos na rua... e em casa também.






FICHA
 

Pac-Man Atari 2600

Pac-Man Atari 2600
Muito antes de ter um MSX, eu tinha clone do Atari feito pela CCE, como comentei no review do   Mr Postman.   E já em 1981, o Atari 2600 tinha seu Pac-Man. "Quadradão", primário e com poucas cores. 
Quebrava o galho, mas ainda tínhamos que "cabular" aula e ir nos fliperamas para  sentir a verdadeira magia do Pac-Man.

Tirando os personagens, tudo é na base dos traços ( - _ | ). O Pac-Man (que não é bem redondo) come traços ao invés de pontos. O labirinto também é formado por eles, só que redefinidos, mais grossos. 
O plano do labirinto é bem diferente. O túnel por exemplo, é na vertical.

Os power-ups, a marcação das vidas e a "fruta" são quadradinhos.

Nosso Pac-Man quando anda na vertical, desce e sobe como uma sonda subaquática . Ele não faz a manobra. Não aponta a boca no traço a se comido.

Falei muito dos gráficos, mas os efeitos sonoros são muito marcantes. Só não sei se isso é bom. 
Eu e a maioria dos meus amigos ainda temos arrepios quando esses efeitos irritantes vem a a mente quando pensamos "Atari" ou "Pac-Man".
Dessa versão, o melhor é a jogabilidade.

Com o passar dos anos comecei a entender  a limitação de hardware e aprendi a respeitar essa versão.

Mas tenho que dizer que faltou conhecimento e habilidade, ou houve pressa na programação dessa versão do Pac-Man.
É só olhar as versões da Ms Pac-Man e Jr Pac-Man para o mesmo sistema que isso fica claro.



Olhando os homebrews (jogos programado por entusiastas) de anos recentes (ou não tão longínquos) é que gera espanto. Mas isso é papo para outro RAPID REVIEW.


////Jogo.....: PAC-MAN
////Release.: Atari Soft (1981)
////Sistema.: ATARI 2600
////Estilo....: Labirinto, Ação

Links e Referências:
Atari Age  (Informações e todas as versões para download)



4 de mar de 2013

Pac-Man A Genesis

Introdução
O objetivo dessa matéria não é descrever todas curiosidades e histórias do Pac-Man. Essas terão apenas pinceladas rápidas.

O principal objetivo aqui é "linkar" alguns "Pac-Mans" interessantes, e falar das peculiaridades de cada um - se, por ventura tiver(em) alguma(s).

Mas para isso, eu tinha que ter "alicerce", um principio. Então, nada melhor do que o começo,  o Pac-Man dos arcades.


 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...